Arquivos da categoria: Beto Lee

Ceia de Natal


de “Todo Mundo é Igual”, de Beto Lee

2002_Beto_Lee_Todo_mundo_e_igual_1024

Não faz cu-doce, doçura
Não me diga que tá mal
Com ressaca de pileque
Ou cólica menstrual
Baby, cê não imagina
Como tá duro o meu pau
Tá furando a minha calça
O porra-louca total

Eu tô num puta pique
Me diga que tá legal
Eu quero sugar seu mel
Eu quero lamber seu sal

Quero ser bem recebido
Como se eu fosse o tal
De braços e pernas abertas
Cerca de 90 graus
Pára tudo e se prepara
Prum memorável oral
Numa tarde de trepadas
E carinhos no final

Eu tô num puta pique
Me diga que tá legal
Eu quero sugar seu mel
Eu quero lamber seu sal

Meu doce, minha delícia
Minha ceia de Natal
Meu jantar e meu manjar
Carne do meu Carnaval
Quero chegar pela frente
Ou então por trás e – crau!
Te prometo mil lambidas
Então, gatinha, que tal?