Arquivos da categoria: Cláudio Monjope

Coragem, Coração


de “Inclassificáveis”, de Ney Matogrosso

2008_Ney_Matogrosso_Inclassificaveis_1024

Ó meu querido amigo,
Conte comigo
E com a minha força.
Pra que cê finalize
A sua crise,
Como eu não há quem torça.

No meio dessa bruma,
É cada uma
Que a gente às vezes engole…
Mesmo com essa porra,
Cara, não corra;
Eu sei que não tá mole.

Tá duro, mas enfrente,
E siga em frente,
Que do seu lado eu sigo.
E antes que um vento assopre-o,
Diga a si próprio,
Meu amigo:

“Coragem, coração, se joga!”
Como corações se jogam.
Então, se liga só no slogan:
Coragem, coração, se joga!,
Que eu te dou a minha mão.
Enquanto alguém no chão se droga,
Coragem, meu irmão, se joga!

Respire fundo como um yogue;
Saia pro mundo, caia do blog;
Na batida da vida se jogue.

Na falta de esperança,
Auto-confiança
E de auto-controle,
Vou ser o solidário
Ser que o ampare, o ser
Que vai comparecer.

E antes que um vento assopre-o,
Diga a si próprio,
Meu amigo:

“Coragem, coração, se joga!”
Como corações se jogam.
Então, se liga só no slogan:
Coragem, coração, se joga!,
Que eu te dou a minha mão.
Enquanto alguém no chão se droga,
Coragem, meu irmão, se joga!

Enquanto alguém no chão se droga
Coragem, coração!