Arquivos da categoria: Paulinho Moska

Onde Você Passou a Noite

de “Locura Total”, de Fito Paez & Moska
2015_FitoPaezMoska_Locura_Total

Baby, me beije
E não me deixe
Eu não quero te perder
Eu sinto medo
Do seu segredo
Não precisa nem dizer
Onde você passou a noite
Nem com quem nem o local
Onde você passou a noite?
Eu também já fiz igual…

Baby, me abrace
Que tudo passe
Eu não posso dispensar
O seu cuidado
Você ao meu lado
E eu não quero nem pensar
Onde você passou a noite
Nem com quem nem o local
Onde você passou a noite?
Eu também já fiz igual…

E o que me sobra é o sabor de mel e fel
E de saber que o seu amor ainda é meu
Dormir nos braços de quem me foi infiel
E perceber que o meu amor ainda é seu

Mais Que Tudo Que Existe

de “Locura Total”, de Fito Paez & Moska
2015_FitoPaezMoska_Locura_Total

De tudo que se vê e que se toca
Nada me toca tanto como tu
Da flor da pele até o céu da boca
Do sul ao norte do teu corpo nu

E eu te vejo e devoro, viajo e demoro
Nas formas e no conteúdo
E te adoro, e te adoro, e te adoro
Mais que tudo que existe, que tudo, que tudo

Transando assim contigo é que eu transcendo
É quando eu vou além do que sou eu
Trançando no teu corpo num crescendo
Sinto meu eu continuar no teu

E eu adentro teu centro, que eu vero venero
Me prendo e dali não desgrudo
E te quero, e te quero, e te quero
Mais que tudo que existe, que tudo, que tudo

Além da tua voz e o do teu gozo
Só tem um som que tanto bem me faz
O do teu nome que é tão luminoso
E é a palavra que me agrada mais

E eu murmuro esse nome, e te chamo, e te chamo
Com o corpo tomado, tesudo
E te amo, e te amo, e te amo (e te amo)
Mais que tudo que existe, que tudo, que tudo

Somente Nela

Estar apaixonado é uma coisa louca,
Que alguém lhe causa e você mal dorme.
Se perto desse alguém a eternidade é pouca,
Distante, cada instante é um tempo enorme.

Estar apaixonado é mesmo uma doença,
Que alguém lhe passa e aí você mal come.
Tão-só nessa pessoa você pensa,
Enquanto a outra fome o consome.

´Tava tremendo, com febre e com frio,
A estremecer de amor por causa dela.
Corria a minha espinha um arrepio,
E eu nem pensava em mim, somente nela.

Eu ria e chorava um rio;
Nunca uma dor foi tão bela.
Por dias, noites e horas a fio
Eu nem pensava em mim, somente nela.

Estar apaixonado é parecer um ser ridículo
E não estar com isso nem aí.
Você se sente livre e solto mesmo num cubículo,
Tal como eu me sentia então ali.